Alfabetização precoce e sua importância

1 Flares Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 1 1 Flares ×

 

alfabetização hQuando buscamos soluções para os desafios que enfrentamos atualmente, enquanto sociedade, é importante ir também ao encontro das causas dos mesmos.

Trabalhar as causas é, na maior parte dos casos, a verdadeira solução. De outra forma continuaremos a fazer remendos, sem cortar o mal pela raiz.

Neste sentido é bom observarmos de modo geral e simples, como se processa a nossa evolução enquanto indivíduos.

Considerando que, enquanto seres humanos, atravessamos diversos estágios evolutivos, desde o “nascimento” até à “morte”, os mais importantes e impactantes na nossa vida são a concepção, a gestação e o momento a que chamamos nascimento.

Há muitos outros momentos importantes em nossa infância, como o momento em que começamos a andar, a falar, a comer por nossa conta, etc.

Porém. é a partir do nascimento que assumimos a vida por nós mesmos.

alfabetização i

Entramos num período, onde temos uma enorme curiosidade e somos ávidos de experimentar a vida real, os nossos sentidos físicos e até os extrafísicos…. É frequente nos primeiros anos de vida, alguma crianças relatarem experiências com entidades extrafísicas, relatarem experiências “estranhas”, dizerem que já estiveram em certos lugares, etc.  Porque será que desenham e pintam a família e os amigos de determinadas cores?? Será por acaso? Pode até ser mas.. pode também não ser…

Os seus canais de comunicação estão em geral abertos para aprender tudo o que puderem. A sua velocidade de aprendizagem é, nos primeiros anos de vida, muito superior aquela que tem quando entram na escola.

Talvez isso explique porque alguns dos métodos de ensino que ainda hoje predominam, são inadequados e absurdos. As crianças de hoje apesar de continuarem a ser crianças, são diferentes das da pós-revolução industrial.

Devido aos atuais métodos antiquados e desajustados das suas necessidades, muitas crianças não querem ir para a escola.

alfabetização j

A escola de hoje é para os competidores, para os conformados ao sistema, para quem não questiona e quer entrar e fazer parte da roda do sofrimento em que vivemos.

Da mesma forma que o homem é basicamente bom (embora às vezes dê vontade de duvidar, perante tanta irracionalidade a que se assiste diariamente…) a criança é um ser inteligente e com enormes capacidades.

Ela não tem tempo de aprender quando for para a escola, como é tão comum dizer-se!!!! Nesse momento já é tarde, muito tarde!

Você já reparou que uma criança que esteja num ambiente onde se falem, 3 ou 4 idiomas, através dos pais e avós, por exemplo, irá dominar esses idiomas com facilidade! Há inúmeros casos concretos que o comprovam. Ao contrário, essa mesma criança, anos  mais tarde, enquanto adolescente, com 17 anos nesse mesmo ambiente, irá ter muita dificuldade em dominar mais do que um deles. Por que será?

Alfabetização f

Alguns autores falam da predominância de uma visão holística, duma maior predisposição para as artes em geral, nos primeiros anos da nossa vida. Depois por razões culturais e não só, somos ensinados a dividir, a separar para encontrar respostas, para se demonstrar o que se sabe há milhares de anos, como se tem feito por exemplo, com a divisão do átomo, na tentativa de encontrar a partícula mais pequena…..

O cérebro de uma criança, por exemplo, irá continuar seu desenvolvimento básico até aos 6, 8 anos de idade.

Por não oferecermos à criança oportunidades de aprendizado com base em ideogramas, muito familiares a nossa mente, vamos invalidando uma das nossas maiores capacidades e estimulando um outro tipo de aprendizado, com as consequências que estão à vista.

O aprendizado dos algarismos e do alfabeto, é algo que uma criança de 6 anos faz rapidamente, logo que chegue o momento em que ela sinta necessidade de fazê-lo.

É algo acessório e não principal. Não conhecer as letras não é impeditivo de leitura, como não impede ninguém de falar.

alfabetização g

Assim, é fundamental despertarmos para o fato de que a criança é um ser vivo em permanente evolução e que quanto mais cedo lhe for oferecida a oportunidade de se emancipar em relação à leitura, tanto melhor para todos. É uma ferramenta a mais, que ela dispõe para poder explorar algumas áreas de conhecimento e, mais importante ainda, de forma autônoma. E esse parece ser muitas vezes o “perigo”, perde-se o controle sobre a pessoa.

Ela terá a possibilidade de aprender quase o que quer e quando quer, sobretudo hoje, tendo em conta que a Internet oferece um cada vez maior número de oportunidades e meios de aprendizado.

É uma visão distante da visão tradicional clássica, própria da pós-revolução industrial e que muitos ainda teimam em manter, apesar de toda a problemática que enfrentamos a nível educacional.

Um pouco à semelhança do que fazemos com o nascimento, quando dizemos que nascemos em tal dia, tal mês e tal ano, invalidando o fato de termos sido concebidos 9 meses antes, e por isso já termos nascido, temos uma visão e uma prática distorcidas daquilo que são as capacidades e necessidades educacionais das crianças nos primeiros anos de vida (e não só…..).

Alfabetização k

Os bebés tem uma dificuldade de foco, tão endeusada nos dias de hoje, como se fosse a única forma de aprender, que é diretamente proporcional à sua inteligência e capacidade de aprendizado. Quase se poderia dizer que quanto mais disperso, mais inteligente. A questão da alfabetização dos bebes passa por uma metodologia completamente diferente e extremamente rápida de ensino dos ideogramas…

Aproveitar alguns instantes e ensinar poucos ideogramas, várias vezes ao dia, transforma a alfabetização do bebé em algo divertido e simples para ambas as partes envolvidas.

Existem métodos muito claros e precisos, com resultados espetaculares, há várias dezenas de anos. Todos esses métodos são devidamente comprovados.

A principal rejeição está com certeza relacionada com o fato de funcionarem ( e como…), o que vai na contramão do sistema que nos é imposto hoje!

Argumentos como: não há provas científicas, as crianças tem tempo de aprender, etc. são infundados e nalguns casos até, falsos!

Alfabetização a

Se tem uma criança em idade pré-escolar ou melhor ainda, se está grávida e vai ter o bebé dentro de algum tempo, estude este tema a fundo, conheça as técnicas de alfabetização adequadas e comece o mais breve possível a apoiar seu filho, fornecendo-lhe uma ferramenta fundamental para a sua evolução.

É incrível, como antes de ensinar a respirar ou a meditar, você pode começar a ensinar a ler!

Apenas precisa saber como!

Para tal, nada como aprender com quem conhece e utiliza o método, com sucesso.

Há vários mitos sobre a educação que são responsáveis pelo precário e perigoso estado de sítio em que vivemos atualmente e este do perigo da alfabetização precoce, é um deles.

Deixar a criança aprender quando for para a escola, representa perdas de infinitas gerações, andando à volta de uma roda, repetindo sempre os mesmos erros e alimentando um sistema social organizado de forma piramidal, hoje totalmente ultrapassado!

Alfabetização c

O foco da educação da criança dos 0 aos 6 anos não precisa nem deve ser a leitura, mas esta deve ser uma aspeto fundamental!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 Flares Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 1 1 Flares ×